Filho de dez anos estava desaparecido há dois anos — mas quando seu pai olhou atrás do guarda-roupa…

PUBLICADO EM 06/09/2021
ANÚNCIO

Veja bem, este menino estava desaparecido há mais de dois anos. O pai e a mãe dele estavam arrasados e não sabiam mais o que fazer. Fizeram uma busca minuciosa pelo pobre garoto, mesmo assim, ele não foi encontrado. No entanto, ninguém esperava que a maior pista de todas estivesse tão perto de sua casa. Aliás, dentro dela. Dê uma olhada nessa história intrigante na próxima página. Continue lendo para entender melhor!

Filho de dez anos estava desaparecido há dois anos — mas quando seu pai olhou atrás do guarda-roupa...

Filho de dez anos estava desaparecido há dois anos — mas quando seu pai olhou atrás do guarda-roupa…

A decisão de esvaziar o quarto do filho

O filho de Daniel Miller, Jacob, estava sumido já fazia mais de dois anos. Neste momento, mesmo com a consciência pesada, o pai decidiu que precisava esvaziar o quarto do filho. Ainda assim, essa decisão lhe renderia o maior susto de sua vida. No momento em que ele moveu o guarda-roupa, percebeu algo estranho. Parecia que alguém tinha feito um buraco na parede atrás do móvel e depois tampado com madeira. Foi então que Daniel afastou o guarda-roupa um pouco mais para dar uma olhada naquela estranha parede. Ele se ajoelhou e começou a tatear a tábua de aglomerado. Pelo som, a parede estava completamente oca. Então, ele retirou a placa de aglomerado e enfiou sua cabeça no buraco para olhar dentro da parede. Daniel ficou arrepiado com o que viu ali dentro…

A decisão de esvaziar o quarto do filho

A decisão de esvaziar o quarto do filho

A família Miller

A família Miller era muito feliz e tinha quatro integrantes: o pai Daniel de 36 anos de idade, a mãe Sarah de 34 anos de idade e os dois filhos, Tom de 11 anos de idade e Jacob de 8 anos de idade. Eles tinham acabado de adquirir o seu primeiro lar em um subúrbio tranquilo; o futuro estava sorrindo para eles. Eles estavam fazendo a mudança para a casa nova no momento em que os novos vizinhos se aproximaram para conhecê-los. Eles se apresentaram e perguntaram se os novos moradores do bairro precisavam de ajuda. Eles são muito gentis! Daniel ficou feliz em aceitar a ajuda. No entanto, no instante em que eles abriram a porta da frente para entrar com os primeiros móveis, ouviram um som estranho vindo de dentro daquela nova casa…

A família Miller

A família Miller

A Nova Casa da Família Miller

Veja bem, com muito cuidado, Daniel abriu a porta e disse para sua família se afastar. Caminhou devagar para dentro da casa a fim de descobrir de onde vinha o tal som. Ainda assim, no momento em que achou a origem do barulho em um dos quatros, ele suspirou de alívio. Uma gata de rua tinha feito um ninho e estava cuidando da sua cria. No fim das contas, a casa estava vazia já fazia algum tempo. Com um sorriso no rosto, Daniel voltou para falar com a família. As crianças adoraram os gatinhos e decidiram ficar com eles, incluindo a mãe. A família Miller passou meses maravilhosos no novo lar, até a paz ser interrompida de modo abrupto…

A Nova Casa da Família Miller

A Nova Casa da Família Miller

Durante o Cafe Da Manhã

Eles estavam tomando café da manhã em um sábado de sol e perceberam que faltava alguém à mesa. Jacob não tinha descido. Mas isso era normal. Era costumava demorar bastante para descer. “Jacob! Anda logo”, gritou a mãe do andar de baixo, de maneira impaciente. Nenhuma resposta. Quinze minutos se passaram e o menino não desceu. Muito preocupada, Sarah foi ver o que estava acontecendo e subiu a escada pisando firme. No entanto, no momento em que abriu a porta do quarto, quase morreu de susto!

Durante o Cafe Da Manhã

Durante o Cafe Da Manhã

O Desaparecimento

O quarto estava totalmente revirado e o seu filho Jacob não estava lá. Era como se tivesse acontecido uma briga ali. Ela chamou o marido na hora. Daniel vasculhou o quarto. Olhou debaixo da cama, ergueu os lençóis, abriu o baú de brinquedos… Quem sabe ele estivesse escondido em algum lugar. Mesmo assim, a busca foi inútil: o menino simplesmente não estava no quarto. Angustiado, Daniel chamou a polícia imediatamente. “O meu filho foi sequestrado!”, disse o pai desesperado no telefone. “Por favor, rápido!” A polícia chegou ao local em pouco tempo e deflagrou uma operação investigativa para descobrir onde Jacob poderia estar…

O Desaparecimento

O Desaparecimento

O Guarda Roupa

No entanto, o trabalho da polícia foi em vão e nenhuma pista sequer foi encontrada. As buscas informais dos moradores do bairro também não tiveram êxito. Pois bem, Jacob tinha desaparecido sem deixar nenhum rastro. A família passou dois anos sofrendo. Sarah caiu em depressão e Daniel não suportava mais a dor de ter perdido o filho caçula. Ele começou a beber cada vez mais e passar as noites bêbado no sofá. Até que um dia, alcoolizado, ele decidiu que seria melhor esvaziar o quarto do menino. “Já basta!”, pensou ele. “O meu filho Jacob se foi e não vai voltar mais!” Ainda assim, no momento em que ele tentou mover o guarda-roupa do garoto, percebeu que algo estava errado ali.

O Guarda Roupa

O Guarda Roupa

Um Buraco Enorme

Foi então que ele empurrou o guarda-roupa com cuidado. Atrás da mobília, havia um buraco grande na parede. Algo que ele nunca tinha visto. O buraco estava tampado com aglomerado de madeira, mas, examinando de perto, ele percebeu que a tábua não estava bem presa. Desse modo, Daniel removeu a tampa de madeira e observou o espaço vazio atrás da parede pelo buraco. Seus olhos tiveram que se acostumar com o escuro e então ele enxergou uma coisa que não esperava encontrar.

Um Buraco Enorme

Um Buraco Enorme

Objetos Pessoais

Para a surpresa de todos, era um tênis de seu filho Jacob. Muito assustado, ele pegou o tênis e o segurou contra o peito como se fosse o seu próprio filho. No entanto, logo percebeu que havia mais coisas dentro daquele espaço vazio. Uma sacola com corda, fita multiuso, uma serra, um martelo e alguns pregos. Foi então que Daniel viu algo que o chocou ainda mais. Bem ali, no chão, estavam os óculos do seu vizinho. As lentes estavam quebradas, mas não tinha como não reconhecer a armação. Foi quando Daniel saiu dali depressa e correu para a casa do vizinho. A partir deste momento, ele não fazia a menor ideia do que o aguardava ali…

Objetos Pessoais

Objetos Pessoais

O Porão Misterioso

Daniel bateu à porta com os punhos firmes. “Abre essa porta!”, gritou com bastante fúria. O vizinho, super confuso, foi ver o que estava acontecendo diante daquela situação estranha. Daniel o agarrou pelo colarinho e o empurrou contra a parede. “Cadê o meu filho?!” Em pânico, o vizinho disse imediatamente o que Daniel queria saber. Com as mãos trêmulas, ele pegou as chaves e destrancou a porta de seu porão. Logo, Daniel soltou o homem e desceu a escada do porão às pressas e muito ofegante. O que ele encontrou ali o deixaria tão abalado que ele quase não suportou o baque.

O Porão Misterioso

O Porão Misterioso

Ele Estava Lendo Um Gibi

Ali estava ele. O seu filho, Jacob. Ele estava de pijama, lendo um gibi em uma cama infantil até que bem bonita. O quarto estava mobiliado com tudo que uma criança poderia querer: brinquedos de última geração, posters bacanas e mais histórias em quadrinhos do que poderia ler. Jacob olhou para cima, espantado, e encarou o pai. Ficaram assim, se olhando, por um instante que mais pareceu uma eternidade. Depois, de repente, Jacob correu para os braços do pai. Lágrimas escorriam por seus rostos enquanto davam um abraço apertado. Depois de alguns minutos, Daniel pôde pensar com clareza mais uma vez. Eles tinham que sair dali o mais rápido possível!

Ele Estava Lendo Um Gibi

Ele Estava Lendo Um Gibi

Durante O Interrogatório

Daniel ergueu o filho nos braços e subiu a escada correndo e chorando. Para a sua surpresa, a porta ainda estava aberta e os vizinhos não estavam mais por perto. Ele voltou para a sua casa o mais rápido que pôde com o menino nos braços. De volta ao lar, ligou imediatamente para a polícia. No momento em que os policiais chegaram na casa dos vizinhos, descobriram que eles já tinham fugido. Mas não foram para muito longe dali. A polícia encontrou o casal escondido nas matas próximas do bairro. Eles foram presos e interrogados. Durante o interrogatório, a verdade nua e crua veio à tona, para a supresa de todos.

Durante O Interrogatório

Durante O Interrogatório

Os Vizinhos

Os vizinhos, Karolyn e Hank, sempre quiseram ter filhos, mas isso não era possível devido a uma anomalia no útero da Karolyn. No entanto, Karolyn, confessou que o desejo de ter um filho era tão grande que já não podia controlá-lo. No momento em que ela viu os vizinhos recém-chegados, ficou fissurada no pequeno Jacob. “Ele pertencia a mim… Era assim que eu me sentia”, ela explicou. A situação se agravou a ponto de ela forçar o marido a sequestrar o Jacob na calada da noite. O seu marido, Hank fazia de tudo para a sua esposa e topou realizar seu desejo mórbido em meio à neblina de uma quarta-feira à noite. Ele vestiu roupas escuras e invadiu o quintal dos fundos do lar da família Miller….

Os Vizinhos

Os Vizinhos

A Vida Após O Resgate

Hank encontrou uma abertura na parede externa da casa conseguiu chegar até o pequeno Jacob passando pelo espaço vazio entre as paredes. Durante o tempo em que, Karolyn terminava de decorar o porão como quarto do menino. Ali ela poderia tomar conta dele para sempre. Felizmente, a descoberta do Daniel colocou um fim nisso. Mesmo assim, o dano causado à família Miller por esse sequestro foi quase irreversível…

A Vida Após O Resgate

A Vida Após O Resgate

O Que Houve Com Os Vizinhos…

Cerca de um ano depois do resgate do menino Jacob, a família ainda estava se recuperando do acontecido. Eles nunca se esqueceriam de tudo que aconteceu, mas sabiam que, com tempo, apoio e amor, eles poderiam seguir suas vidas. Do outro lado da situação estavam o casal Karolyn e Hank: ambos foram sentenciados a anos de prisão, o que significa que haviam perdido tudo de uma vez só. Veja bem, quase tudo… Uma vez que, depois de alguns meses, eles receberam uma carta de apoio de uma pessoa inesperada… Quem poderia ter sido?

O Que Houve Com Os Vizinhos...

O Que Houve Com Os Vizinhos…

Ele Aprendeu A Perdoar

O pequeno Jacob tinha escrito uma carta contando que perdoava o casal pelos atos terríveis. Contou que não os odiava e que esperava que um dia eles pudessem ser felizes novamente. Ao perdoar os sequestradores, Jacob tirou um fardo enorme dos seus ombros inocentes. Ele pôde voltar a apreciar a vida e, pouco a pouco, foi se parecendo cada vez mais com o menino alegre que era. E o poder do perdão não afetou apenas a vida do pequeno Jacob…

Ele Aprendeu A Perdoar

Ele Aprendeu A Perdoar

Retirando A Queixa Contra Os Vizinhos

A capacidade do Jacob de perdoar derreteu os corações dos seus pais. Como uma criança que foi aprisionada por dois anos podia escrever palavras tão doces sobre seus sequestradores? Foi a atitude dele que convenceu Daniel e Sarah a fazerem a coisa mais benevolente que se pode imaginar. Eles decidiram retirar a queixa contra os vizinhos. Eles foram condenados por um crime. Um crime que cometeram contra o seu querido filho, no entanto, que se originou da sensação de impotência por não poderem ter um filho. Eles não aprovavam o que aconteceu, mesmo assim entenderam a motivação. E você não vai acreditar no que aconteceu depois…

Retirando A Queixa Contra Os Vizinhos

Retirando A Queixa Contra Os Vizinhos

Eternamente gratos pelo perdão

Os poderes persuasivos do casal Daniel e Sarah funcionaram. Depois de um ano na prisão por sequestro, o casal Hank e Karolyn foram soltos. Daniel e Sara até pagaram a fiança. O casal ficou eternamente grato pelo perdão dos pais e decidiu morar ao lado deles novamente. Essa história é inédita. Uma história sobre o bem e o mal. Mas acima de tudo, é uma história sobre perdão. Como o perdão de um menino pode mover um mundo com mais amor. Pois bem, olhe para o mundo ao seu redor e permita que a inspiração chegue a você. De quem você sente falta, mas não quer perdoar por teimosia? Deixe o pequeno Jacob ser um exemplo para todos nós. Abrace essa pessoa e converse sobre os seus problemas, uma vez que a vida é muito mais bela quando celebrada em união.

Eternamente gratos pelo perdão

Eternamente gratos pelo perdão

 

ANÚNCIO